DaCosta

O que cabe em minh'alma

Textos

OBRIGADO, DOUTOR!
                              OBRIGADO, DOUTOR!

                   Adeus! Parte de mim que se reparte
                              e se perde pelo aço de um serrote!
              No talento de quem te conhece o corte, vai-te...
                                   para que o meu todo não te siga!

                   Caminhei por tantos caminhares...
                              e me perdi por tantos descaminhos
                         que agora, estando eu sozinho, nem balbucio
                                    a falta que me fazes!

                    Por sorte, existe o pensamento...
                     Milagre que desconhece o tempo
                        e que me cede as asas depenadas!

                       Por isso, ainda corro pelos prados
                                lembrança que se torna eterna
                                    mas que não impede a dor nas lágrimas
                  - ao dar adeus a minha perna! -
dacosta
Enviado por dacosta em 15/04/2011
Alterado em 15/04/2011
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras