DaCosta

O que cabe em minh'alma

Textos

                OCASO
Se houve, acaso, tempo
Para inserir, no momento, crucial paisagem
Por certo, também se podia
Tornar eterna a fantasia
Que no vago se erguia como feito de coragem.
E num aceno infante,pra muitos, beligerante
Fez-se alvo a decisão:
- Quando o poente é cativo...
O nascente, agora vivo, é liberto da solidão!


 
dacosta
Enviado por dacosta em 29/06/2018
Alterado em 30/06/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras